Experimentação de diferentes métodos para conservação de coletâneas fúngicas

  • Larissa de Paula Costa Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC Goiás
  • Matheus Entony Bernardo Mota Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC Goiás
  • Alessandra Marques Cardoso Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC Goiás, Faculdade da Polícia Militar - FPM, Secretaria de Estado da Saúde de Goiás – SES-GO
Palavras-chave: Conservação de culturas fúngicas; Micoteca; Banco de cepas fúngicas.

Resumo

A micologia é importante para a humanidade, proporcionando avanços científicos como a criação de antibióticos, tendo relevância em pesquisas que movimentam a medicina, indústrias farmacêuticas, agricultura e veterinária. Os fungos possuem morfologia complexa e necessitam constantemente de avaliações para conhecimento dos seus efeitos benéficos e nocivos. Assim, pesquisadores buscam métodos de conservação que mantenham a integridade morfofisiológica de culturas fúngicas. Neste contexto, nosso estudo objetivou realizar uma pesquisa qualitativa, por um período de 180 dias, avaliando três diferentes métodos de conservação de culturas fúngicas, com a finalidade de criação e manutenção de uma micoteca. Na metodologia adotada foram utilizadas quatro cepas fúngicas: Cryptococcus spp., Microsporum spp., Rhodotorula spp. e Trichophyton spp., as quais foram conservadas pelos métodos: água destilada estéril (Método de Castellani), óleo mineral estéril e repiques contínuos em Ágar Sabouraud e Mycosel. Ao término da realização dos testes, a técnica que apresentou o melhor resultado foi a conservação em água destilada estéril, apresentando como vantagens: baixo custo, facilidade de execução, acondicionamento em pequenos espaços, ausência de contaminantes e conservação satisfatória da integridade fúngica. O estudo confirmou a eficácia do método de conservação em água destilada estéril na manutenção de coletâneas fúngicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
20-11-2020
Como Citar
Costa, L. de P., Mota, M. E. B., & Cardoso, A. M. (2020). Experimentação de diferentes métodos para conservação de coletâneas fúngicas. REVISTA BRASILEIRA MILITAR DE CIÊNCIAS, 6(16). https://doi.org/10.36414/rbmc.v6i16.62
Seção
Artigos